Alopécia Tratamento e Cura

   Existem diversos tratamentos contra os mais variados tipos de alopecias ou calvícies possuindo cada um deles suas vantagens, desvantagens custo e grau de eficácia. Alguns já antigos e mais conhecidos e outros nem tanto mas nem por isso, menos eficazes já que as pesquisas e curas nesse campo evoluíram bastante nos últimos anos e não param de surgir novas descobertas animadoras para quem sofre de algum tipo de alopecia. Nesta página, sem nos preocuparmos muito com os conceitos ou terminologia técnica desconhecida da maioria de nós sobre o assunto, faremos um breve resumo de algumas dessas formas de tratamento, numa linguagem de fácil compreensão. Nos links abaixo, mais informações poderão ser encontradas.

Tratamentos Sistêmicos (Atuam Internamente)

Tratamento Sistêmico: Comprimidos
Comprimidos P/ Tratamento e Cura da Alopecia

   Como a maioria das alopécias (calvície) tem sua origem primária nos hormônios, pode-se imaginar que tudo se resolverá apenas tomando um remédio para o “culpado” da história, mas a coisa não funciona bem assim. Além de participar na queda de cabelos, os hormônios  também participam em muitas outras funções responsáveis pelo equilíbrio e bom funcionamento do organismo. Então, muitos tratamento usualmente indicados, tem sua atuação sobre esses hormônios com maior ou menor eficácia e efeitos colaterais. Algumas opções de tratamentos sistêmicos, são:

        Finasterida

   Criada inicialmente para tratar a hiperplasia prostática benigna, teve seu uso também estendido contra a alopecia androgenética. Sua ação no organismo é a de inibir as enzimas “5α-redutase 2 e 3” envolvidas na fabricação do DHT , resultando na redução do nível hormonal em até 70%. Embora esse tratamento venha mostrando bons resultados ao reduzir o avanço da calvície e até recuperar áreas atingidas, seu uso também pode causar sérios efeitos colaterais como  problemas de ereção, diminuição da libido e do volume ejaculatório.Finasterida Comprimidos

   Nos Estados Unidos,  a Finasterida teve seu uso seriamente controlado pela FDA (equivalente a ANVISA no Brasil), após confirmação dos efeitos colaterais já citados. No Brasil, continua sendo prescrito por médicos em dosagens de 1 mg para alopécia androgenética e 5 mg para tratamento da hiperplasia prostática. Na Edição de Abril de 2013, a Revista Veja publicou uma matéria intitulada “Preferia ter ficado careca”, diz ex-paciente que usava finasterida, divulgando a experiência de diversos pacientes brasileiros que utilizaram a Finasterida como tratamento da Alopécia. Vale a pena ver!

  A finasterida não é o único medicamento capaz de inibir a enzima 5α-redutase. Outro medicamento dessa mesma classe, é o dutasterida (conhecida por Avodart), a Flutamida, entre outros. Só pra resumir, todos sujeitos aos efeitos colaterais já mencionados em menor ou maior escala, o que na prática, é o que nos interessa saber.  Apesar de existirem ainda outros tratamentos sistêmicos ou seja, agem de dentro pra fora, não repõem os nutrientes causadores da queda ou crescimento do cabelo ou atacando  o mal pela raiz” sem causar prejuízos ao resto do corpo (efeitos colaterais).

.

  Tratamentos Tópicos

  Como a grande maioria dos medicamentos de uso sistêmico apresentam efeitos colaterais consideráveis, já é possível encontrar alguns com seu princípio ativo em formulações de uso tópico. Assim, podem ser aplicados diretamente sobre a área afetada (couro cabeludo), sendo estes últimos mais seguros. No caso da Finasterida Uso Tópico, só está disponível no Canadá e Estados Unidos, com prescrição médica, até o momento desta edição.

    Minoxidil

   Muito utilizado em conjunto com a finasterida, o minoxidil é um dos produtos mais receitados para tratar a queda de cabelos. Apesar de não se saber exatamente como age o Minoxidil, a não ser que seja um vaso-dilatador, a substância parece estimular a absorção de nutrientes e oxigênio no folículo capilar, aumentando o seu tamanho e prolongando a fase de crescimento (anágena) dos cabelos.Minoxidil Loção

   Seu uso só é eficaz caso o folículo ainda esteja vivo e portanto, capaz de produzir novos fios e mesmo, sendo que os primeiros resultados podem levar entre 2 e 12 meses, os resultados serão mantidos enquanto continuar sendo usado. Costuma vir em forma de loções, espumas, spray, conta-gotas ou cremes, para aplicação diretamente sobre o couro cabeludo 2 vezes ao dia por pelo menos 4 horas antes de molhá-lo.

    É comum ocorrer queda acentuada dos fios logo após o início do tratamento (efeito shedding) até que primeiros resultados comecem a aparecer, pois o minoxidil antecipa a saída dos fios que já se encontram na fase telógena, para que novos fios na fase anágena possam nascer. Já que ele não interfere na produção de DHT, considerado o maior responsável pela alopécia androgenética, um resultado melhor é observado quando combinado com algum outro  inibidor do DTH. Para saber mais sobre o minoxidil, Clique Aqui. Como existem diversos outros produtos de uso tópico cuja eficácia sequer foi foi comprovada, não nos daremos ao trabalho de citá-los, estando eles em forma de comprimidos, soluções tópicas, shampoos, sabonetes e outros.

Nunca é demais lembrar: qualquer tratamento deve sempre ser prescrito e acompanhado por um médico, que é responsável pela avaliação dos riscos associados ao seu caso e pelo monitoramento da sua saúde durante esse período. JAMAIS tome qualquer tipo de medicação por conta própria.

.

Tratamentos Cirúrgicos (Transplante Capilar)

Transplante Capilar

  Procedimento em que os folículos capilares são retirados de uma área do próprio paciente (nuca, laterais da cabeça, etc) e transplantados nas áreas calvas, por meio de corte entre 4 e seis milímetros para cada fio no couro cabeludo. Embora esses folículos tendem a ser menos sensíveis ao DHT, reduzindo assim as chances de sofrerem sua ação após o transplante, é comum os fios da área transplantada normalmente caírem em 2 ou três semanas e nascerem os definitivos em até 3 meses.

A imagem ao lado, mostra o resultado final de um implante. Note a diferença entre a área mais calva da frente (implantada) e a parte de trás, considerando ainda a tendencia dessa diferença aumentar com o tempo. Um resultado distante das expectativas de quem se submete a uma intervenção cirúrgica dolosa, demorada, dispendiosa e com resultados pouco eficazes. Veja o Vídeo explicativo abaixo sobre Transplante Capilar.

Prótese Capilar

   As próteses capilares são outra alternativa, feitas com fios de cabelo naturais de outra pessoa e implantados em uma base de material hipoalergênico fino e flexível e coladas ao couro cabeludo com um adesivos especial de forma que o usuário realize suas atividades normais como entrar na piscina, lavar a cabeça e dormir, etc,  sem precisar removê-la. Lembrando ainda que ela deve ser trocada entre 6 e 12 meses, não sendo portanto uma solução definitiva e natural, cujo custo a longo prazo, pode não ser muito agradável.

Programa de Reconstrução de Cabelo

  Curso Vencendo a CalvícieApós inúmeras pesquisa no campo da nutrição, uma nova medicina vem surgindo confirmando aquilo que já era defendido a milhares de anos por grandes pensadores como Hipócrates por exemplo, que sugere utilizar os alimentos certos para determinados tipos de enfermidades, confiando aos poder auto-reparador do corpo em curar-se, desde que estimulado plelos nutrientes envolvidos neste processo.

  A medicina moderna, apropriando-se do conhecimento desses alimentos, ervas e raízes produzidos pela mãe natureza, começa a desvendar um novo mistério na busca da cura, longevidade e até melhoria da aparência física (beleza). O número de pessoas que vem encontrando até mesmo a cura do câncer nos chamados “tratamentos naturais”, vem surpreendendo a comunidade médica convencional.

  A proporção que essas pesquisas avançam, mais descobertas para outros males passam a ser tratados com tais opções obtendo-se resultados ainda melhores. Após as pesquisas científicas haverem identificado as causas da calvície em homens e mulheres como sendo de ordem hormonal , ou seja, a transformação da testosterona em DHT que ataca o folículo capilar promovendo a queda do cabelo, começou-se a investigar como bloquear os efeitos deste hormônio e seus efeitos.

   Com esse objetivo em mente, descobriu-se alguns nutrientes provenientes de alimentos específicos capazes de inibirem a ação do DHT no Organismo, de forma que agora, os folículos podem voltar a produzir fios normalmente, seguindo-se apena uma dieta que forneça esses nutriente. Tornou-se portanto uma solução simples, bem mais barata, natural e de bons resultados a curto prazo e o mais importante, sem aqueles efeitos colaterais já mencionado anteriormente. O método que atualmente segue esse conceito, chama-se Programa de Reconstrução de cabelo. Para saber mais, clique na página PROGRAMA RECONSTRUÇÃO CABELO do menu acima.

* IMPORTANTE: O conhecimento aqui divulgado não tem por objetivo desestimular o uso da medicina convencional ou seus métodos de tratamento e sim unir esse conhecimento aos métodos naturais já citados cuja comprovação terapêutica tenha sido atestada por instituições respeitadas no campo da saúde e nutrição. Nunca é demais lembrar: qualquer tratamento deve sempre ser prescrito e acompanhado por um médico, que é responsável pela avaliação dos riscos associados ao seu caso e pelo monitoramento da sua saúde nesse período. JAMAIS tome qualquer tipo de medicação por conta própria.

 

Compartilhe!
Share On Facebook
Share On Twitter
Share On Google Plus